Melhora da capacidade de produção da PTG após atingir os limites operacionais de emissão

O OBJETIVO

A SOLAFT foi abordada por uma redução de alumínio australiana para encontrar uma maneira de aumentar a produção de forma econômica nos Sistemas de Tratamento de Gases, mantendo as emissões de acordo com os padrões exigidos, após upgrade nos anodos, sistema de cozimento dos anodos e barramentos.

O PROBLEMA

As reduções de alumínio frequentemente buscam aumentar a produção através do upgrade nos barramentos/anodos/salas de cubas para permitir o aumento da corrente elétrica.

Neste caso, o projeto do Sistema de Tratamento de Gases limitou a capacidade de alcançar o aumento de produção desejado. Com o incremento da amperagem, eleva-se a temperatura de entrada do Sistema de Tratamento de Gases, diminuindo a eficiência da adsorção de fluoreto gasoso na alumina, resultando em maiores emissões de fluoretos gasosos e particulados. Portanto, sem o upgrade do Sistema de Tratamento de Gases, os limites de emissão seriam ultrapassados com qualquer aumento na produção.

A SOLUÇÃO

Após teste em filtro piloto e comprovação em planta, a SOLAFT substituiu as mangas convencionais por StarBags™, que foram instaladas na chapa espelho existente, utilizando o mesmo sistema de limpeza já instalado. A maior área filtrante proporcionada pela StarBag™ diminuiu em 45% a taxa filtrante. A capa de pó de alumina se distribui por uma área muito maior, diminuindo a pressão diferencial do filtro e a freqüência de limpeza, o que reduziu significamente as emissões. Após o sucesso da implantação das StarBags™, o cliente concluiu que o elevado investimento requerido para fazer um upgrade no Sistema de Tratamento de Gases não seria mais necessário.

RESULTADO

Após um teste bem-sucedido, os benefícios para a redução de alumínio foram:

  • 45% de redução nas emissões de particulados
  • 45% de redução nas emissões de Fluoreto Gasoso do Sistema de Tratamento de Gases
  • 35% de redução na pressão diferencial
  • 50% a 70% de queda na frequência de limpeza
  • 20% de redução no consumo de energia elétrica dos ventiladores ($260K/ano de economia)
  • Eliminação dos gargalos do Sistema de Tratamento de Gases, pois permitiu o incremento da capacidade de produção durante todo o ano
  • Eliminação do gargalo de processo, permitindo o aumento da produção de alumínio sem investimentos em upgrade de equipamentos e sistema